Recursos humanos disponíveis

A necessidade de capacitar os recursos presentes e futuros no âmbito da I&D é um dos factores estratégicos primordiais plasmados neste Plano.

Nas diferentes áreas estratégicas de intervenção existe uma “massa crítica” e um potencial de desenvolvimento intelectual considerável que importa reforçar (Tabela 3).

Assim, no período temporal em que vigorará este plano, foram identificadas as seguintes necessidades:

a. Criação de 2 cátedras (duração de 4 anos). Uma na área da investigação fundamental e aplicada ao desenvolvimento de novos transportadores de fármacos anti-cancerígenos baseados em dendrímeros ou nanopartículas metálicas (início 2014) e, outra, mais dirigida à transferência de conhecimento existente na área, para a fase pré-clínica e clínica (início 2016);

b. Contratação de 5 investigadores auxiliares (5 anos, 2 com início em 2014 e os outros em 2015);

c. Contratação de 16 bolseiros de pós-doutoramento (3 anos, renovável até 6 anos, início em 2014);

d. Atribuição de 16 bolsas de doutoramento/ano (início em 2014), através de concurso internacional (4 anos), para a frequência na Universidade da Madeira de projectos de doutoramento/programas doutorais na área da saúde, nanomedicina e afins;

e. Atribuição de 15 bolsas de mestrado/ano (2 anos, não renovável, início em 2013/2014), através de concurso internacional, para a frequência do Mestrado em Nanoquímica e Nanomateriais(10) e de Bioquímica Aplicada (5) da Universidade da Madeira;

f. Atribuição de 16 bolsas para investigadores com o grau de mestre (3 anos, não renovável, início em 2014);

g. Contratação de 5 técnicos doutorados equiparados a investigador auxiliar para a gestão e funcionamento do Laboratório de Recursos Partilhados e Serviços em Saúde (LRP2S);

h. Contratação de um recurso humano com o grau de doutor para a gestão e promoção do projecto (Gestor de Ciência);

i. Contratação de um responsável com o grau de doutor (Gestor de Ciência) pela divulgação das actividades de investigação, desenvolvimento e serviços, relações com a imprensa e com a comunidade (contrato de dois anos, renovável até ao fim do projecto, início em 2014).

Na vertente formativa o objectivo é formar 8-10 doutorados ano, a partir de 2017 e até 2020 e 10-15 mestres/ano, entre 2015-2020.

Deixe uma resposta

Top