Cooperação internacional com foco no eixo prioritário na Macaronésia

As temáticas de investigação na área caracterizam-se por uma abordagem centrada numa biodiversidade e em recursos naturais específicos, que aparentemente retiram alguma visibilidade aos grupos de investigação locais. Este constrangimento e a pequena dimensão das equipas (pontos fracos) podem ser contornados, através do reforço com recursos humanos dos grupos de investigação, que possuam uma visão estratégica de investigação e do aumento da sua massa critica através da cooperação em rede com instituições de outras regiões da Macaronésia, que partilhem os mesmos objetivos e temáticas de investigação. Existem já diversos exemplos de redes de investigação na área, que poderão fundamentar uma internacionalização da investigação a nível mundial (INEA, GRIN-Global), europeu (ECPGR), eixo atlântico (NETBIOME, UNAMUNO), nacional (IMAR) ou regional (espaço MAC). A posição geográfica da Madeira entre a Europa, Africa e América permite-lhe reivindicar, em conjunto com as demais regiões da Macaronésia, o papel de plataforma de IDT+I na área de biodiversidade e sustentabilidade para cooperação com África ou no Eixo Atlântico.

Deixe uma resposta

Top